piwiki

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis



Redes Sociais

Página Inicial Adesão ao PTT
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Adesão ao PTT PDF

INICIATIVA CEARENSE INSTALA PONTO DE TROCA DE TRÁFEGO DE DADOS ENTRE EMPRESAS DO SETOR DE TIC

No início de janeiro de 2009, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e o Comitê Gestor da Internet no país (CGI.br) estabeleceram, em Fortaleza, um novo ponto para troca de tráfego entre seus backbones. Tal iniciativa prevê a hospedagem de um ponto de interconexão de redes (PIX) na Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (ETICE), gerando uma interligação dos pontos de troca de tráfego de Internet comerciais e acadêmicos.

O Ponto de Troca de Tráfego (PTT) está conectado ao backbone da Rede GigaFor-Gov, iniciativa da RNP lançada em parceria com o Estado do Ceará. A intenção é que as empresas privadas, provedores de Internet, de serviço de voz por IP, e outras, também façam a troca de tráfego dos seus dados por esse ponto.

A instalação se dá por meio de acordo entre os Sistemas Autônomos no Estado do Ceará, abrangendo as maiores universidades do Estado, órgãos públicos, provedores de Internet, empresas de telecomunicações e outros que tenham interesse em participar. Atualmente, quando um email é enviado de uma universidade cearense para um provedor local, por exemplo, esses dados seguirão para o ponto de conexão no Rio de Janeiro ou em São Paulo para depois seguir para o local de destino. A existência de um PTT aqui em Fortaleza diminuiu não só a distância, como o tempo que se gasta para acessar o serviço, e principalmente uma redução nos custos de comunicação. O PTT vai possibilitar no Ceará uma Internet mais rápida e mais barata.

Apesar de estar instalado no novo Datacenter do Governo do Estado, sob responsabilidade da Etice, o Ponto poderá receber conexões de quaisquer empresas, desde que sejam atendidas as exigências do CGI.br. Atualmente, alguns provedores cearenses de internet já estão interligados no PTT, sempre garantindo a filosofia de um local neutro onde todos os participantes poderão trocar tráfego entre si.

A troca de tráfego de dados via PTT já se encontra em funcionando em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Londrina, Campinas, Recife, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. Atualmente a troca de tráfego de todos os PTTs no Brasil atinge um total agregado de 8Gb. O PTT de Fortaleza vem se integrar a essa rede de pontos de troca de tráfego. Uma das principais vantagens deste modelo é a racionalização dos custos, uma vez que os balanços de tráfego são resolvidos direta e localmente e não através de redes de terceiros, muitas vezes fisicamente distantes. Essa interação entre os participantes também resulta em melhor desempenho e qualidade para seus clientes e operação mais eficiente da Internet como um todo.

Apesar de ser uma iniciativa dirigida aos provedores e empresas de telecomunicações, o usuário final de Internet também se beneficiará através de uma conexão de melhor qualidade e custos mais baixos.

As ações empreendidas pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil podem ser traduzidas em resultados positivos, tais como a redução das tarifas no setor de telecomunicações, as dicussões em torno de uma regulamentação própria da área, o aumento da compra de equipamentos de informática pelo cidadão e um impulso notável de novas tecnologias como o Wireless.

As empresas interessadas em ligar-se ao PTT, deverão solicitar adesão através do Termo de Adesão no site do PTT. Após aprovação da conexão ao PTTMetro, o participante deverá se conectar fisicamente ao PIX da Etice. Para iniciar a instalação física, a empresa deverá preencher o termo de adesão disponível no site da Etice e contactar a Central de Serviços no 3101.6600.

Sobre o CEPTRO.br
O Centro de Estudos e Pesquisas em Tecnologia de Redes e Operações (CEPTRO.br) é responsável por projetos que visam melhorar a qualidade da Internet no Brasil e disseminar seu uso, com especial atenção para seus aspectos técnicos e de infra-estrutura. O CEPTRO.br gerencia, entre outros projetos, o PTT.br, NTP.br, e IPv6.br. Mais informações podem ser obtidas em http://www.ceptro.br/.

Sobre o Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR – NIC.br
O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR — NIC.br (http://www.nic.br/) é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que implementa as decisões e projetos do Comitê Gestor da Internet no Brasil. São atividades permanentes do NIC.br coordenar o registro de nomes de domínio — Registro.br (http://www.registro.br/), estudar, responder e tratar incidentes de segurança no Brasil - CERT.br (http://www.cert.br/), estudar e pesquisar tecnologias de redes e operações — CEPTRO.br (http://www.ceptro.br/), produzir indicadores sobre as tecnologias da informação e da comunicação — CETIC.br (http://www.cetic.br/) e abrigar o escritório do W3C no Brasil (http://www.w3c.br/).

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil – CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no país, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Mais informações em http://www.cgi.br/.

Baixe o Termo de Adesão clicando aqui.

Obs. Junto ao termo de adesão deverão ser anexados, uma cópia  do documento que identifique o  representante legal e do comprovante  do CNPJ da empresa.

O provedor que desejar aderir ao PIX da ETICE deverá disponibilizar um par de cordões ópticos do tipo SC-APC/LC-PC de 2,5 metros monomodo, para completar o processo de conexão aos esquipamentos do NIC.br.

Responsável: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - 31016756

Última atualização em Qua, 03 de Maio de 2017 15:03
 

Estamos Conectados ao Cinturão Digital

Calendário - junho 2017

D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1